Comida Vegana – A Alimentação Saudável e Responsável que Está Ganhando Mercado!



Invista na tendência que conquista a cada dia mais adeptos.

 

No artigo anterior falamos sobre como cerveja artesanal é uma tendência. Agora chegou a falar sobre o veganismo! A alimentação saudável é buscada por cada vez mais brasileiros. Além da questão saúde, o veganismo tem um fator conceitual.

Quem é vegano não consome nada de origem animal. Diferente dos vegetarianos que apenas não consomem carne, veganos não consomem leite, ovos e mel, por exemplo. Nada que possa envolver confinação e maus tratos aos animais entra na culinária vegana.

Investir nesta vertente que ganha cada vez mais adeptos, inclusive entre celebridades e formadores de opinião pode ser uma grande oportunidade. Ainda mais que  A Linked traz algumas sugestões e informações sobre os hábitos de consumo, substituições de ingredientes e até dicas de decoração.

 

QUE COMIDA É VEGANA?

Antes de mais nada, é importante que você saiba com quais ingredientes pode trabalhar. Afinal, o que os veganos consomem? Como grande parte dos alimentos são de origem animal, é importante fazer algumas substituições a fim de manter um cardápio rico em todos os nutrientes que as pessoas precisam.

A alimentação vegana contempla frutas, verduras, leguminosas, tofu e cereais. O leite é substituído por leite vegetal, de castanha e de soja. Aliás a soja é uma boa alternativa para uma alimentação mais saborosa e consistente, servindo de ingredientes para compor hambúrgueres e salsichas.

Algumas alternativas têm surgido para dar mais opções para o setor. Com duas unidades, uma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro, o Açougue Vegano, por exemplo, vende uma série de produtos voltados para o público vegano. Carne de jaca, coxinhas de jaca e de espinafre, shitaque balls, sanduíches de pão de clorofila, etc.

 

COMO SE PLANEJAR?

As possibilidades são infinitas. Basta um pouco de criatividade e muita pesquisa. Planeje seu cardápio com antecedência e encontre um fornecedor confiável para a parceria.

Obviamente seu cheff pode aprender as receitas, mas é sempre bom investir em um curso de especialização. Além de melhorar a qualidade dos pratos e possibilitar uma maior variedade, vai aumentar a motivação e identificação do seu funcionário com seu estabelecimento, pois este vai se sentir valorizado.

 

O QUE NÃO FAZER AO DECORAR?

Como mencionado anteriormente, veganos não consomem nada de origem animal. Então de nada adianta caprichar em um cardápio saboroso e cheio de variedades se você possuir bancos revestidos em couro, por exemplo.

Evite qualquer tecido ou revestimento em sua decoração que tenha origem animal. Assim como qualquer peça de coração que tenha origem ou faça referências negativas a vida de animais, como canecas em formato de patas de boi, e peixes e cabeças de animais pendurados. Tenha certeza que seu estabelecimento está adequado ao conceito vegano, não apenas o cardápio.